segunda-feira, 25 de maio de 2009

Cuidado nas observações sexuais de camundongos jovens após um período de transporte


O transporte de animais entre criadouros, laboratórios e outros locais, pode causar problemas no comportamento e na fisiologia, principalmente devido aos hormônios (glicocorticóides, ACTH) e citocinas relacionadas ao estresse. O estresse do transporte é multifatorial. Ruídos, odores, manipulação e ambiente novo são apenas alguns dos fatores que influenciam a resposta comportamental dos animais após o transporte.
Camundongos são adquiridos de várias fontes para experimentos porque não raras vezes os laboratórios não dispõem de um estoque de animais prontamente disponível para uso em experimentos. Então, precedendo um experimento, pode haver um período de transporte entre locais diferentes.

Pesquisadores descobriram que a idade em que o animal é transportado pode ter um efeito no comportamento sexual. Há uma desfeminização em fêmeas ou uma desmasculinização em machos. O comportamento sexual de camundongos adolescentes após o transporte não responde adequadamente aos estímulos mediados por hormônios. injetáveis que estimulam aspectos sexuais. Em camundongos adolescentes não transportados o estímulo com hormônios prontamente é acompanhado por comportamento sexual. Em camundongos adultos transportados sob as mesmas condições e da mesma linhagem genética, essa refratariedade aos estímulos hormonais não ocorre, em contraste aos camundongos adolescentes transportados.

Portanto é importante um pesquisador considerar a idade para o transporte dos seus animais, visando diminuir alterações do comportamento; e é claro, alterações comportamentais com uma base em alterações fisiológicas.
O estudo está em: Laroche et al. (2009). Reduced Behavioral Response to Gonadal Hormones
in Mice Shipped during the Peripubertal/Adolescent Period. Endocrinology, 150(5): 2351-2358.

Nenhum comentário: