A exposição ao público pode alterar o bem-estar de onças em cativeiro



Hoje foi publicado on line o artigo de autoria de sócios da SBEt, comparando o cortisol salivar de onças criadas em ambientes com maior exposição ao público e em ambientes com visitação restrita. As onças mais expostas ao público apresentaram maiores índices de cortisol salivar. Quanto mais se aproximava o final-de-semana, quando há maior intensidade de visitação, mais cortisol aparecia na saliva. Foi a primeira vez que se mensurou cortisol em saliva de onças. O artigo é de livre acesso, basta clicar na referência abaixo:

Montanha et al (2009).
Comparison of salivary cortisol concentrations in Jaguars kept in captivity with differences in exposure to the public. Ciência Rural.doi: 10.1590/S0103-84782009005000089

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Seleção de Pós-graduação

Os objetivos e os métodos da etologia , segundo Tinbergen